Pular para o conteúdo principal

Que tal beber o próprio suor?

Já pensou em beber seu próprio suor? Embora parece muito estranho e um pouco nojento, isso pode ser sim possível.

O engenheiro Andreas Hammar desenvolveu uma máquina que destila a água contida em roupas encharcadas de suor, tornando-a potável. O equipamento funciona mais ou menos assim: as roupas suadas são aquecidas, o suor é extraído na forma de vapor, e conduzido a uma membrana que deixa passar somente as moléculas de água, retendo as impurezas. A técnica é denominada destilação por membrana.

Segundo Hammar, é utilizado uma substância que é parecida como gore-tex (um tipo de tecido impermeável) que apenas deixa passar o vapor, retendo bactérias, sais minerais, fibras de tecido e outras substâncias. Algo similar é usado na Estação Espacial Internacional para tratar a urina dos astronautas. No entanto, Hammar afirma que a máquina foi mais barata de construir.

A máquina foi desenvolvida especialmente para a Unicef, com o objetivo de promover uma campanha de conscientização sobre a falta de água potável.

Segundo os responsáveis pelo equipamento, a água resultante da máquina de suor é mais limpa dos que as encontradas nas torneiras de Gotemburgo, na Suécia, local onde a máquina foi testada.

A quantidade de água produzida dependerá da quantidade de suor. Uma camiseta suada normalmente produz 10 ml de água, cerca de um gole de água.

Ainda não foram concluídos estudos sobre a viabialidade de industrilizar a máquina.

Vários locais no mundo sofrem com a falta de água potável. E por isso, infelizmente, muitas crianças ainda morrem. É chocante pensarmos em beber o nosso próprio suor ou de outras pessoas, mas para muitos isso pode ser uma solução. Se essa máquina será viável ou não para industrialização ainda não sabemos. Mas que tal pensarmos um pouco no sofrimento que muitas pessoas ao redor do mundo passam por não ter essa água que eu e você tanto desperdiçamos. Começar a pensar nos nossos atos, economizar água, pode até parecer que não faz diferença para nós agora, mas não sabemos como vai ser futuramente. Pense nisso! 


Máquina que 'recicla' suor para produzir água (Foto: Unicef/BBC)
Máquina de suor. Fonte:  Unicef/BBC. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

‘POLÍTICA AMBIENTAL: Linha do tempo - Evolução da legislação ambiental brasileira.’

Um breve resumo da legislação ambiental no Brasil de 1906 a 2011.

OBS: Por favor, para uma melhor visualização, abrir a imagem em uma nova aba e dar zoom.





Fontes:
* Site do Ministério do Meio Ambiente. Acesse Aqui!
* Site do Planalto. Acesse Aqui!

Etapas de um Projeto de Engenharia Civil

Cada projeto tem suas próprias características, mas basicamente um projeto é estruturado de acordo com as seguintes etapas:
Programa de Necessidades
Inicialmente é realizado o Programa de Necessidades, uma das etapas mais importantes na elaboração do projeto. Nessa fase ocorre uma reunião com o cliente, denominado "Reunião de Briefing". Nesse encontro o cliente informa o que ele quer no projeto como quantos cômodos terá a construção, tipo de acabamento, seus gostos e preferências, etc.
Também é realizado um estudo de viabilidade financeira, onde será analisado se a previsão de investimento do cliente será suficiente para fazer tudo que foi acordado ou se será necessário redimensionar o projeto.
E ainda, nessa reunião são coletados os documentos da propriedade para ver se está tudo regularizado. Importante não pular essa etapa pois pode evitar retrabalhos futuras.
Visita ao Local / Levantamento de Dados
Nessa etapa é analisado as questões legais do empreendimento, o estudo do …

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes.
No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo.
A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo para preven…