Pular para o conteúdo principal

‘NOTÍCIAS: Outdoor gera água potável no Peru usando ar.’

A Universidade de Engenharia e Tecnologia (UTEC - Universidad de Ingeniería & Tecnología) na cidade de Lima, no Peru, se uniu com a agência de publicidade Mayo Publicidad para criar uma campanha que divulgasse a universidade e também mostrar possíveis soluções para problemas como a falta de água de algumas regiões.

Dessa forma, foi criado um outdoor que produz água potável a partir da umidade do ar. A estrutura conta com cinco purificadores de água e um tanque de armazenamento.

Em três meses de operação, o outdoor já gerou 9450 litros de água, que abastecem centenas de famílias por mês. Por dia, o outdoor produz cerca de 100 litros de água própria para consumo humano...


Fonte: Revista Exame

Para conferir a notícia na íntegra na Revista Exame: Acesse Aqui!

*   *   *   *   *

Muitas regiões do planeta sofrem com a falta de água, por isso em muitos locais as pessoas acabam tendo que consumir águas contaminadas. Dessa forma, o desenvolvimento de novas tecnologias capazes de produzir água potável nessas regiões é de suma importância na melhoria da qualidade de vida da população, principalmente no que diz respeito a saúde das pessoas.

A escassez de água não é um problema novo e muito menos sem solução, existem várias pesquisas ao redor do mundo que visa o desenvolvimento de tecnologias para criar fontes alternativas de água: o reúso de água cinza em edificações, reaproveitamento da água da chuva, dessalinização da água do mar, entre outras. Mas também é necessário e importante participação das pessoas, em especial, no que diz respeito a redução do consumo de água

Comentários

  1. Olá boa noite eu que estou a comentar em seu blog, sou brasileiro mas mora em portugal e em termos de Eólicas que é uma fonte renovável inesgotável assim como a Solar, aqui na europa os países incentivam a instalarem Energias Renováveis, abaixando o imposto, reduzindo taxas moderadoras, até os países mais emergentes e pequenos aqui na europa ajudam em incentivos fiscais, isso proporciona uma qualidade de vida melhor e sem impactos a natureza.

    E pegando o gancho dessa matéria q vc postou, sobre o Outdoor, fornecer agua potável, á uma Turbina Eólica de Grande Potência e capta a humidade do ar, e a transforma em agua potável alem da energia q ela produz, tenho a imagem da turbina exteriormente , mas nao consegui compartilhar aqui cntg.

    E como eu disse a ti , um belo blog o seu, com intuito de preservar o MEIO AMBIENTE.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Também não sei como compartilhar imagens, verifiquei em configurações mas não tinha nada bloqueado...

    Se quiser me enviar por email: [email protected] , aí posso incluir no post e colocar suas referências...

    Obrigada!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O que é necessário para um projeto ser aprovado na prefeitura?

No Brasil, praticamente todas as prefeituras exigem os mesmos documentos, dados e informações na aprovação de um projeto. Em geral, para que um projeto seja aprovado em uma prefeitura ele deve conter informações suficientes para que a obra seja construída. No mínimo o projeto deve ter: planta baixa, planta de locação, planta de cobertura, planta de situação, 02 cortes, 02 elevações e, em casos de obras mais complexas podem ser necessários mais detalhamentos. Planta Baixa Planta baixa é a projeção de um corte horizontal imaginário à uma altura que normalmente é de 1,50 m do piso de uma construção futura. Essa altura é utilizada por ser ideal para captar os vãos das aberturas, como portas, janelas, basculas, para serem vistos e representados em planta. A planta nos permite visualizar e entender como ficará a construção: locais das paredes, vãos, cômodos, etc. Haverá uma planta baixa para cada um dos pavimentos da edificação. Fonte: Cadklein. A representação gráfica fi

‘POLÍTICA AMBIENTAL: Linha do tempo - Evolução da legislação ambiental brasileira.’

Um breve resumo da legislação ambiental no Brasil de 1906 a 2011. OBS: Por favor, para uma melhor visualização, abrir a imagem em uma nova aba e dar zoom . Fontes:   * Site do Ministério do Meio Ambiente. Acesse Aqui!   * Site do Planalto. Acesse Aqui!

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes. No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo. A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo pa