Pular para o conteúdo principal

‘NOTÍCIAS: Adotado tratado para reduzir emissões de mercúrio.’

Depois de quatro anos de negociações, delegações de mais de 140 países adotaram um acordo, denominada de Convenção de Minamata sobre Mercúrio, que prevê a redução das emissões globais do mercúrio.

Ficará aberta à assinatura dos Estados até outubro de 2013 e entrará em vigor após ratificação de 50 países. Pelo acordo, diversos usos do mercúrio na indústria serão banidos até 2020. Entre eles estão algumas baterias, tomadas, alguns tipos de lâmpadas, sabão e produtos cosméticos...

Para conferir a notícia na íntegra na Envolverde: Acesse Aqui!

*   *   *   *   *
Ainda existem alguns impasses, principalmente em relação ao garimpo artesanal, prática que vigora em algumas regiões (Norte do Brasil, na África e na Ásia). O garimpeiro, para aumentar a recuperação das finas partículas de ouro, usa o mercúrio na sua forma líquida, criando um amálgama. Esse processo lança na atmosfera toneladas de mercúrio que levarão décadas para serem absorvidas.

Também não foi negociado o estabelecimento de um teto de emissões de mercúrio em usinas de energia, uma prática corrente na China e na Índia.

Mesmos com alguns pontos ainda não estabelecidos e embora muitos acreditem que a convenção seja insuficiente para redução de emissões de mercúrio, este acordo já é um início e precisa de esforços e compromissos dos países para gerar resultados significativos.

Mas, porque é tão importante reduzir a emissão de mercúrio?

O mercúrio é uma substância altamente tóxica para a saúde humana e o meio ambiente. Sua exposição excessiva afeta o sistema imunológico e pode levar a outros problemas de saúde, como distúrbios psicológicos e digestivos, problemas cardiovasculares e respiratórios, entre outros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é necessário para um projeto ser aprovado na prefeitura?

No Brasil, praticamente todas as prefeituras exigem os mesmos documentos, dados e informações na aprovação de um projeto. Em geral, para que um projeto seja aprovado em uma prefeitura ele deve conter informações suficientes para que a obra seja construída. No mínimo o projeto deve ter: planta baixa, planta de locação, planta de cobertura, planta de situação, 02 cortes, 02 elevações e, em casos de obras mais complexas podem ser necessários mais detalhamentos. Planta Baixa Planta baixa é a projeção de um corte horizontal imaginário à uma altura que normalmente é de 1,50 m do piso de uma construção futura. Essa altura é utilizada por ser ideal para captar os vãos das aberturas, como portas, janelas, basculas, para serem vistos e representados em planta. A planta nos permite visualizar e entender como ficará a construção: locais das paredes, vãos, cômodos, etc. Haverá uma planta baixa para cada um dos pavimentos da edificação. Fonte: Cadklein. A representação gráfica fi

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes. No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo. A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo pa

‘POLÍTICA AMBIENTAL: Linha do tempo - Evolução da legislação ambiental brasileira.’

Um breve resumo da legislação ambiental no Brasil de 1906 a 2011. OBS: Por favor, para uma melhor visualização, abrir a imagem em uma nova aba e dar zoom . Fontes:   * Site do Ministério do Meio Ambiente. Acesse Aqui!   * Site do Planalto. Acesse Aqui!