Pular para o conteúdo principal

“Carbono Verde: Comércio Negro”

“Carbono Verde: Comércio Negro” é um relatório desenvolvido pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Interpol referente a um estudo sobre a extração e o comércio ilegal de madeira.

Algumas informações contidas no relatório:

  • Entre 50% a 90% da exploração madeireira nos principais países tropicais da Bacia Amazônica, África Central e Sudeste da Ásia está sendo realizado pelo crime organizado;

  • A extração ilegal de madeira, em todo o mundo, responde por cerca de 15% a 30% do seu comércio global;

  • O comércio ilegal corresponde a um total de US$ 30-100 bilhões por ano, além disso, dificulta a Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (Iniciativa REDD);

  • Também foi observado pela Interpol, a associação de crimes como violência, assassinatos e atrocidades contra habitantes indígenas das florestas ao aumento da atividade criminosa organizada;

  • São descritos 30 formas engenhosas de aquisição e lavagem de madeira ilegal, tais como: falsificações de licenças de corte e suborno para obter licenças; concessões e hackeamento de sites governamentais para obtenção ou alteração de licenças eletrônicas; outro truque para lavar milhões de metros cúbicos de madeira ilegal é misturá-la com madeira legalmente cortada por usinas de serra, celulose, papel e cartão; outro artifício comum é a alegação falsa de que a madeira de florestas selvagens que está sendo vendida é proveniente de florestas plantadas, entre outras;

  • A madeira ilegal transportada através de fronteiras e portos, em vário casos,  corresponde a um volume até 30 vezes maior do que o oficialmente registrado;

  • Criação pela PNUMA e Interpol do projeto piloto “LEAF” (da sigla em inglês, Aplicação da Lei de Assistência para Florestas), financiado pelo Governo da Noruega para desenvolver um sistema internacional para combater o crime organizado em estreita colaboração com os principais parceiros;

  • Também traz algumas recomendações como, por exemplo, aumentar as capacidades nacionais de investigação e operação por meio de treinamentos sobre crime ambiental transnacional, centralizar todas as licenças de desmatamento em um registo nacional, o que poderá facilitar muito a transparência e investigação, entre outras.

Se os países não se unirem para combater em primeiro lugar o crime organizado, os madeireiros ilegais iirão continuar explorando as florestas em busca de lucros.

Hoje, as medidas tomadas são direcionadas a criar incentivos para o comércio legal e não para combater o crime. E necessário leis que visem punições mais severas, aumento das fiscalizações, criação de incentivos para o comércio legal, enfim, uma série de estratégias para colocar um fim na ilegalidade.

O relatório contém muito mais informações com figuras, gráficos e mapas, vale a pena dar uma olhadinha: Relatório Completo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reforma de casa também precisa de autorização da prefeitura?

Com o passar do tempo é normal que um imóvel necessite de alguma mudanças, seja devido a alguns degastes ou só por um desejo do morador de renovar a casa, deixando-a mais confortável e bonita. Portanto, antes de iniciar uma obra é importante consultar um especialista na área (arquiteto ou engenheiro civil) para orientar nos procedimentos a serem tomados.

Algumas reformas podem ser realizadas sem a aprovação da prefeitura, como pinturas, substituição de portas e pisos, no entanto, qualquer intervenção que modifique a concepção original, em que haja acréscimo ou supressão de área do imóvel em relação ao projeto original ou que altere a mudança do seu uso (de residencial para comercial, por exemplo) precisam obrigatoriamente de Alvará de Aprovação de Reforma que é solicitado na Prefeitura mediante a apresentação do projeto com as devidas alterações. Também é necessário ficar atentos aos entulhos gerados na reforma, que devem ser descartados em caçambas regularizadas pela prefeitura.
Cada…

‘POLÍTICA AMBIENTAL: Linha do tempo - Evolução da legislação ambiental brasileira.’

Um breve resumo da legislação ambiental no Brasil de 1906 a 2011.

OBS: Por favor, para uma melhor visualização, abrir a imagem em uma nova aba e dar zoom.





Fontes:
* Site do Ministério do Meio Ambiente. Acesse Aqui!
* Site do Planalto. Acesse Aqui!

Tratamento de Esgoto - Parte II

Tratamento Preliminar

O tratamento preliminar objetiva principalmente à remoção de sólidos grosseiros e areia, através de mecanismos físicos. Essa etapa do tratamento é composto basicamente por grades, desarenador (caixa de areia) e um medidor de vazão (ex: calha Parshall) (ver figura abaixo).

Adaptado de Von Sperling, 2005.
GradesAs grades são responsáveis pela remoção dos sólidos grosseiros. No gradeamento, o material de dimensões maiores do que o espaçamento entre as barras é retido. A remoção desse material retido pode ser manual ou mecanizada, que irá depender do tipo de grades utilizada em cada ETE.

Finalidades da remoção de sólidos grosseiros: Proteger as unidades de tratamento subsequentes; Proteger as bombas e tubulações (dispositivos de transporte do esgoto); Proteger os corpos receptores.
Desarenadores (caixa de areia)
Os desarenadores são responsáveis pela remoção da areia contida nos esgotos. Através do mecanismo de sedimentação, os grãos de areia, por terem maiores dime…