Pular para o conteúdo principal

“Carbono Verde: Comércio Negro”

“Carbono Verde: Comércio Negro” é um relatório desenvolvido pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Interpol referente a um estudo sobre a extração e o comércio ilegal de madeira.

Algumas informações contidas no relatório:

  • Entre 50% a 90% da exploração madeireira nos principais países tropicais da Bacia Amazônica, África Central e Sudeste da Ásia está sendo realizado pelo crime organizado;

  • A extração ilegal de madeira, em todo o mundo, responde por cerca de 15% a 30% do seu comércio global;

  • O comércio ilegal corresponde a um total de US$ 30-100 bilhões por ano, além disso, dificulta a Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (Iniciativa REDD);

  • Também foi observado pela Interpol, a associação de crimes como violência, assassinatos e atrocidades contra habitantes indígenas das florestas ao aumento da atividade criminosa organizada;

  • São descritos 30 formas engenhosas de aquisição e lavagem de madeira ilegal, tais como: falsificações de licenças de corte e suborno para obter licenças; concessões e hackeamento de sites governamentais para obtenção ou alteração de licenças eletrônicas; outro truque para lavar milhões de metros cúbicos de madeira ilegal é misturá-la com madeira legalmente cortada por usinas de serra, celulose, papel e cartão; outro artifício comum é a alegação falsa de que a madeira de florestas selvagens que está sendo vendida é proveniente de florestas plantadas, entre outras;

  • A madeira ilegal transportada através de fronteiras e portos, em vário casos,  corresponde a um volume até 30 vezes maior do que o oficialmente registrado;

  • Criação pela PNUMA e Interpol do projeto piloto “LEAF” (da sigla em inglês, Aplicação da Lei de Assistência para Florestas), financiado pelo Governo da Noruega para desenvolver um sistema internacional para combater o crime organizado em estreita colaboração com os principais parceiros;

  • Também traz algumas recomendações como, por exemplo, aumentar as capacidades nacionais de investigação e operação por meio de treinamentos sobre crime ambiental transnacional, centralizar todas as licenças de desmatamento em um registo nacional, o que poderá facilitar muito a transparência e investigação, entre outras.

Se os países não se unirem para combater em primeiro lugar o crime organizado, os madeireiros ilegais iirão continuar explorando as florestas em busca de lucros.

Hoje, as medidas tomadas são direcionadas a criar incentivos para o comércio legal e não para combater o crime. E necessário leis que visem punições mais severas, aumento das fiscalizações, criação de incentivos para o comércio legal, enfim, uma série de estratégias para colocar um fim na ilegalidade.

O relatório contém muito mais informações com figuras, gráficos e mapas, vale a pena dar uma olhadinha: Relatório Completo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é necessário para um projeto ser aprovado na prefeitura?

No Brasil, praticamente todas as prefeituras exigem os mesmos documentos, dados e informações na aprovação de um projeto. Em geral, para que um projeto seja aprovado em uma prefeitura ele deve conter informações suficientes para que a obra seja construída.
No mínimo o projeto deve ter: planta baixa, planta de locação, planta de cobertura, planta de situação, 02 cortes, 02 elevações e, em casos de obras mais complexas podem ser necessários mais detalhamentos.
Planta Baixa

Planta baixa é a projeção de um corte horizontal imaginário à uma altura que normalmente é de 1,50 m do piso de uma construção futura. Essa altura é utilizada por ser ideal para captar os vãos das aberturas, como portas, janelas, basculas, para serem vistos e representados em planta.
A planta nos permite visualizar e entender como ficará a construção: locais das paredes, vãos, cômodos, etc. Haverá uma planta baixa para cada um dos pavimentos da edificação. Fonte: Manual do Arquiteto.
Elevações
As elevações são desenhos,…

Etapas de um Projeto de Engenharia Civil

Cada projeto tem suas próprias características, mas basicamente um projeto é estruturado de acordo com as seguintes etapas:
Programa de Necessidades
Inicialmente é realizado o Programa de Necessidades, uma das etapas mais importantes na elaboração do projeto. Nessa fase ocorre uma reunião com o cliente, denominado "Reunião de Briefing". Nesse encontro o cliente informa o que ele quer no projeto como quantos cômodos terá a construção, tipo de acabamento, seus gostos e preferências, etc.
Também é realizado um estudo de viabilidade financeira, onde será analisado se a previsão de investimento do cliente será suficiente para fazer tudo que foi acordado ou se será necessário redimensionar o projeto.
E ainda, nessa reunião são coletados os documentos da propriedade para ver se está tudo regularizado. Importante não pular essa etapa pois pode evitar retrabalhos futuras.
Visita ao Local / Levantamento de Dados
Nessa etapa é analisado as questões legais do empreendimento, o estudo do …

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes.
No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo.
A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo para preven…