Pular para o conteúdo principal

Brasil - lixeira tóxica do planeta

Vários insumos agroquímicos, que possuem elevados graus de toxicidade e por isso  já foram banidos em diversos países, ainda são utilizados com sucesso aqui no Brasil. Desde 2008, somos os maiores consumidores globais de insumos químicos para agricultura. Nas últimas décadas, o consumo de agrotóxicos no mundo cresceu cerca de 93%, mas segundo a Anvisa, no Brasil, esse crescimento foi de aproximadamente 190%.

Dentre as 50 substâncias mais usadas em terras brasileiras, 24 já foram banidas nos Estados Unidos, Canadá, Europa e, algumas, mesmo na Ásia. Atualmente, apenas 14 delas estão em processo de reavaliação pela Anvisa. Uma delas é o endossulfam, utilizado em culturas de soja, café, algodão e cacau, ela é responsável por danos irreparáveis ao sistema produtivo e é um provável desregulador endócrino. Mas segundo previsões da Anvisa, seu uso será banido do país, até 31 de julho de 2013.

A cihexatina, muito utilizada em plantações de café, laranja, maçã, morango e pêssego, foi proibida no final de 2011. Considerada uma substância carcinogênica e neurotóxica, é ilegal na Austrália, China, Japão, Canadá, entre outros países.

São vários impactos ocasionados pelo uso de agrotóxicos, tanto ao meio ambiente quanto à saúde das pessoas, não só dos agricultores e suas famílias, como dos profissionais envolvidos no comércio e manipulação dessas substâcias e todos nós, diariamente, ao fazer nossas refeições.  De acordo com o economista do IBGE, cada US$ 1 gasto na compra de agrotóxicos pode custar aos cofres públicos US$ 1,28 em futuros gastos com a saúde de camponeses intoxicados.

É preciso banir o uso dessas substâncias e encontrar outras formas de produzir eficientemente com a ausência deles. Muitos especialistas alinhados ao modelo convencional, acreditam ser impossível produzir alimentos baratos e em grandes quantidades sem utilizar agrotóxicos. Mas outros defendem o cultivo em propriedades menores, com a diversificação de culturas, sem uso de defensivos agrícolas, como possível solução para esse problema.

 
Fonte

* Revista Ciência Hoje - Edição 296

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

‘POLÍTICA AMBIENTAL: Linha do tempo - Evolução da legislação ambiental brasileira.’

Um breve resumo da legislação ambiental no Brasil de 1906 a 2011.

OBS: Por favor, para uma melhor visualização, abrir a imagem em uma nova aba e dar zoom.





Fontes:
* Site do Ministério do Meio Ambiente. Acesse Aqui!
* Site do Planalto. Acesse Aqui!

Etapas de um Projeto de Engenharia Civil

Cada projeto tem suas próprias características, mas basicamente um projeto é estruturado de acordo com as seguintes etapas:
Programa de Necessidades
Inicialmente é realizado o Programa de Necessidades, uma das etapas mais importantes na elaboração do projeto. Nessa fase ocorre uma reunião com o cliente, denominado "Reunião de Briefing". Nesse encontro o cliente informa o que ele quer no projeto como quantos cômodos terá a construção, tipo de acabamento, seus gostos e preferências, etc.
Também é realizado um estudo de viabilidade financeira, onde será analisado se a previsão de investimento do cliente será suficiente para fazer tudo que foi acordado ou se será necessário redimensionar o projeto.
E ainda, nessa reunião são coletados os documentos da propriedade para ver se está tudo regularizado. Importante não pular essa etapa pois pode evitar retrabalhos futuras.
Visita ao Local / Levantamento de Dados
Nessa etapa é analisado as questões legais do empreendimento, o estudo do …

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes.
No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo.
A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo para preven…