Pular para o conteúdo principal

RIO + 20

Fique por dentro do RIO + 20

  • O Rio +20 é uma Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento sustentável, que está prevista para acontecer em junho de 2012 no Rio de Janeiro.

  • A conferência tem como meta definir formas concreta de tornar a economia mundial mais sustentável e também se propõe a fazer o balanço (um diagnóstico) dos resultados originados na Eco 92. A conferência tratará do seguintes temas:
    • economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e a erradicação da pobreza;
    • o quadro institucional para o desenvolvimento sustentável.


  • Breve histórico de conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável:

    • 1972
      • Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, realizada em Estocolmo;
      • Juntou as nações industrializadas e em desenvolvimento para delinear os "direitos" da família humana a um ambiente saudável e produtivo.
    • 1980
      • União Internacional para recursos naturais (UCN);
      • Publicou a estratégia de conservação mundial (WCS);
      • Determinou um precusor do conceito de desenvolvimento sustentável.

    • 1982
      • Foi aprovado a carta mundial para a natureza, em que a mesma afirmou: “a humanidade é uma parte da natureza e da vida e depende do funcionamento ininterrupto dos sistemas naturais”.

    • 1983
      • Criação da Comissão mundial sobre meio ambiente e desenvolvimento (WCED);
      • Em 1984, foi constituído como um órgão independente pela Assembléia Geral das Nações Unidas;
      • WCED foi convidado a formular "uma agenda global para mudança";
      • O relatório entrelaçou as questões sociais, econômicas, culturais e ambientais e soluções globais, reafirmando que o ambiente não existe como uma esfera separada das ações humanas, ambições e necessidades.  Ambiente e desenvolvimentos  são inseparáveis. 
    • 1992
      • Primeira Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED);
      • Realizada no Rio de Janeiro em junho de 1192;
      • Foi adotado uma agenda de meio ambiente e desenvolvimento no século 21 (Agenda 21) - Agenda 21: Um Programa de Ação para o Desenvolvimento Sustentável que contém a Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, reconhecendo o direito de cada nação para perseguir o progresso social e econômico e atribui aos Estados a responsabilidade de adotar um modelo de desenvolvimento sustentável e a Afirmação dos Princípios das Floresta.

    • 1993
      • A UNCED instituiu a Comissão sobre Desenvolvimento Sustentável (CSD) para o acompanhamento sobre a implementação da Agenda 21.

    • 1997
      • Em Junho de 1997, a Assembléia Geral dedicou a sua 19ª Sessão Especial (UNGASS-19) para projetar um "Programa de Implementação da Agenda 21".

    • 2002
      • Dez anos após a Declaração do Rio, uma conferência de acompanhamento, a Cimeira Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (CMDS) em Joanesburgo, foi convocada para renovar o compromisso global de desenvolvimento sustentável;
      • A conferência aprovou o Plano de Implementação de Joanesburgo (JPOI) e concedeu ao CSD a responsabilidade de acompanhar a implementação do desenvolvimento sustentável.

    • 2009
      • Em 24 de dezembro de 2009 a Assembléia Geral da ONU aprovou uma resolução ( A/RES/64/236 ) concordando em manter a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (CNUDS) em 2012 - também conhecido como 'Rio +20' ou 'Rio 20’.


        Fontes:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é necessário para um projeto ser aprovado na prefeitura?

No Brasil, praticamente todas as prefeituras exigem os mesmos documentos, dados e informações na aprovação de um projeto. Em geral, para que um projeto seja aprovado em uma prefeitura ele deve conter informações suficientes para que a obra seja construída.
No mínimo o projeto deve ter: planta baixa, planta de locação, planta de cobertura, planta de situação, 02 cortes, 02 elevações e, em casos de obras mais complexas podem ser necessários mais detalhamentos.
Planta Baixa

Planta baixa é a projeção de um corte horizontal imaginário à uma altura que normalmente é de 1,50 m do piso de uma construção futura. Essa altura é utilizada por ser ideal para captar os vãos das aberturas, como portas, janelas, basculas, para serem vistos e representados em planta.
A planta nos permite visualizar e entender como ficará a construção: locais das paredes, vãos, cômodos, etc. Haverá uma planta baixa para cada um dos pavimentos da edificação. Fonte: Manual do Arquiteto.
Elevações
As elevações são desenhos,…

Etapas de um Projeto de Engenharia Civil

Cada projeto tem suas próprias características, mas basicamente um projeto é estruturado de acordo com as seguintes etapas:
Programa de Necessidades
Inicialmente é realizado o Programa de Necessidades, uma das etapas mais importantes na elaboração do projeto. Nessa fase ocorre uma reunião com o cliente, denominado "Reunião de Briefing". Nesse encontro o cliente informa o que ele quer no projeto como quantos cômodos terá a construção, tipo de acabamento, seus gostos e preferências, etc.
Também é realizado um estudo de viabilidade financeira, onde será analisado se a previsão de investimento do cliente será suficiente para fazer tudo que foi acordado ou se será necessário redimensionar o projeto.
E ainda, nessa reunião são coletados os documentos da propriedade para ver se está tudo regularizado. Importante não pular essa etapa pois pode evitar retrabalhos futuras.
Visita ao Local / Levantamento de Dados
Nessa etapa é analisado as questões legais do empreendimento, o estudo do …

Importância do EIA/RIMA - Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental no licenciamento de empreendimentos

A legislação brasileira e estrangeira estipula aos empreendedores a apresentação de estudos de impacto ambiental para o licenciamento ambiental de atividades econômicas. A definição de quais estudos ambientais serão utilizados vai depender do grau de impacto ambiental envolvido e da análise dos órgãos ambientais competentes.
No caso do licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como: ferrovias; portos; terminais de minério, petróleo e produtos químicos; oleodutos, entre outras atividades (especificadas na resolução Conama 001/86), é necessário a elaboração de estudo de impacto ambiental (EIA) e respectivo relatório de impacto ambiental (RIMA), a serem submetidos à aprovação do órgão estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio Ambiente (SEMA) em caráter supletivo.
A exigência de apresentação de estudos ambientais é importante, pois destina-se verificar  a viabilidade ambiental do negócio a ser instalado ou operado pelo empreendedor, servindo para preven…