Pular para o conteúdo principal

'Grandes Idéias: Reúso de Água Cinza em Edificações Urbanas.'

Atualmente, o setor de construção civil tem manifestado um significativo interesse no desenvolvimento de edifícios que adotam medidas de sustentabilidade, os chamados “edifícios verdes”, reconhecidos pelo LEED (Leadership in Energy and Environmental Design - Liderança em Energia e Design Ambiental), certificação para edifícios sustentáveis aceita internacionalmente. Estas edificações destacam-se pelo o uso racional da água e a conservação da energia.  Dentre o uso racional de água, o  reúso de água vem ganhando destaque nessa nova geração de construções.

O sistema de reúso consiste na coleta e tratamento do efluente doméstico provenientes dos lavatórios, chuveiros, banheiras, máquinas de lavar roupa, cozinha e tanque, sem contribuição dos vasos sanitário, para posterior utilização em descargas sanitárias, lavagem de carros, garagem, pátios e irrigação de jardins. Alguns sistemas não utilizam efluentes de pia de cozinha pois a gordura dificulta o tratamento e seu respectivo reaproveitamento.

Para a implantação do reúso em edificações o sistema hidro-sanitário deve ser projetado de forma que as águas cinzas e as negras sejam coletadas por tubulações distintas e conduzidas a tratamento diferenciados. As linhas para o abastecimento tem que ser independentes e exclusivas: uma de reúso e a outra de água potável. Após o tratamento é necessário um reservatório inferior e outro superior para armazenagem e distribuição da água de reúso. Os reservatórios (água potável e de reúso) devem ser independentes para que não ocorra contato entre as mesmas. Portanto, o ideal é que o sistema seja incluído no projeto da construção do prédio.

Sistema Hidro-sanitário de Edifícios com Reúso de Água Cinza


Pesquisas científicas realizadas por pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), indicam que há uma economia de 30% no consumo de água potável em edifícios que possuem sistemas de reúso de água cinza. O acréscimo no custo da construção de um edifício com reúso é de 1,54% e o retorno do investimento pode variar de 5 a 8,5 anos. No entanto, para a eficiência do sistema é necessário um projeto bem detalhado na etapa preliminar da obra, profissionais qualificados e acompanhamento e manuntenção constante de todo o sistema.



Mini Glossário:

Águas cinzas - águas provenientes dos chuveiros, banheiras, lavatórios de banheiros, tanques, máquina de lavar.
Águas negras - Provenientes de vaso sanitários e em alguns casos da pia da cozinha.
ETAC - Estação de Tratamento de Água Cinza.
LEED - Leadership in Energy and Environmental Design - Liderança em Energia e Design Ambiental - certificação para edifícios sustentáveis, concedida pela ONG americana U.S. Green Building Council (USGBC), de acordo com os critérios de racionalização de recursos (energia, água etc.) atendidos por um  edifício.

Fontes:
* Livro 5 – PROSAB – Conservação de água e energia em sistemas prediais e públicos de abastecimento de água.
* PERTEL, M.,et al. (2009). Comparação dos consumos de água e energia em edificações com ou sem reúso de águas cinzas.
* GONÇALVEZ.R.F. et al. Avaliação da produção de água cinza e consumo de água de reúso em uma edificação de alto padrão dotada de um sistema de reúso de águas.


Comentários

  1. Olá, Josiane

    Gostaria de ter acesso a imagem desse post.
    Você teria ela para me enviar?

    Agradeço desde já.

    Att,
    Isabelle Kolb

    ResponderExcluir
  2. Olá Isabelle, posso ver se ainda tenho a imagem. Ainda está interessada? Fiquei um tempo sem trabalhar no blog e só consegui ver seu comentário hoje. Qual seu email?

    Abraços,

    ResponderExcluir
  3. Joseane, gostaria de saber se você possui alguns materiais para me indicar sobre este assunto pois estou fazendo uma pesquisa sobre sistema de reaproveitamento de água predial e gostei bastante deste acima. Qualquer material que você tiver será de bastante ajuda, já que tenho tido bastante dificuldade para achar materiais consideravelmente bons. Desde já agradeço pela atenção. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Eduardo, fiquei um tempo sem trabalhar no blog por isso não te respondi. Você ainda precisa do material? Se precisar deixa seu email que te envio.
      Abraços,
      Att,
      Josiane

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tratamento de Esgoto - Parte II

Tratamento Preliminar

O tratamento preliminar objetiva principalmente à remoção de sólidos grosseiros e areia, através de mecanismos físicos. Essa etapa do tratamento é composto basicamente por grades, desarenador (caixa de areia) e um medidor de vazão (ex: calha Parshall) (ver figura abaixo).

Adaptado de Von Sperling, 2005.
GradesAs grades são responsáveis pela remoção dos sólidos grosseiros. No gradeamento, o material de dimensões maiores do que o espaçamento entre as barras é retido. A remoção desse material retido pode ser manual ou mecanizada, que irá depender do tipo de grades utilizada em cada ETE.

Finalidades da remoção de sólidos grosseiros: Proteger as unidades de tratamento subsequentes; Proteger as bombas e tubulações (dispositivos de transporte do esgoto); Proteger os corpos receptores.
Desarenadores (caixa de areia)
Os desarenadores são responsáveis pela remoção da areia contida nos esgotos. Através do mecanismo de sedimentação, os grãos de areia, por terem maiores dime…

Sustentabilidade na Construção Civil - Parte 3: Redução, Reutilização e Reciclagem de Resíduos Sólidos

A indústria de construção civil é uma das que mais utiliza recursos naturais e também uma das maiores geradoras de resíduos, tais como: tijolos,  blocos  cerâmicos,  concreto  em  geral,  solo,  rocha,  madeira,  forro, argamassa, gesso, telha, pavimento asfáltico, vidros, plásticos, tubulações, fiação elétrica, etc.,
O destino desses resíduos muitas vezes são inadequados, contribuindo para os impactos ambientais, tais como: assoreamento de rios e corrégos, obstrução dos sistemas de drenagem, proliferação de agentes transmissores de doenças, etc.
Assim,  é necessário encontrar formas de reduzir, reutilizar e reciclar  (3 Rs) esses entulhos.
Redução
A redução de resíduos consiste em encontrar maneiras de utilizar ao máximo a matéria prima, evitando desperdícios. Para isso é necessário uma boa elaboração do projeto, especificando o material mais indicado, método construtivo mais adequado, visando sempre a menor produção de resíduos e o aumento da vida útil do edifício.
A co…

Cuidados no dimensionamento e na instalação da cobertura verde

Existem 3 tipos de telhados verdes: o extensivo, o intensivo e o semi-intensivo. Eles se diferenciam pelo porte da vegetação e pela quantidade de solo necessária para seu cultivo. O tipo extensivo tem o aspecto de um jardim, com plantas de pequeno porte como as gramíneas. Já a intensiva comporta plantas de médio a grande porte como os arbustos, samambaias e pequenas árvores.

Independentemente do tipo de cobertura adotada, a laje deve ser dimensionada para suportar cargas equivalentes ao acúmulo de água e ao peso total do sistema.

Camada impermeabilizante

É necessário que a superfície seja impermeabilizada antes da instalação do sistema, isso evita que ocorra infiltrações devido ao acúmulo de água da chuva na cobertura. O tipo de impermeabilizante irá depender do projeto e do gosto do executor. Normalmente é utilizado o PEAD (manta de polietileno de alta densidade), cimento polimérico, manta asfáltica geotêxtil ou com tratamento anti-raiz, dependendo do tipo de vegetação.

Camada drenante

E…